Buscar
  • Redação

Haddad prova que manifestação 'pela educação' é de esquerda e pró-Lula; veja


Candidato derrotado nas eleições de 2018, o petista Fernando Haddad foi um dos destaques nas manifestações realizadas na cidade de São Paulo, nesta quarta-feira (15). Ocorreram ações por todo o Brasil.


Os protestos foram convocados por partidos de esquerda, centrais sindicais e entidades estudantis. Ex-ministro da Educação, Haddad marcou presença e foi ovacionado pelas pessoas que compareceram ao ato.


Durante os protestos, não houve nenhuma tentativa de desassociá-lo da esquerda. Com microfone na mão e aplaudido pela multidão, Haddad afrontou o presidente Jair Bolsonaro.


"É o começo do questionamento desse projeto. Não é um projeto inclusivo, não é para todos os brasileiros. Esperamos que todos os brasileiros, inclusive quem não votou nele, sejam ouvidos", disse Haddad.


A presença de Haddad provou que as manifestações tem viés esquerdista e é pró-Lula. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso desde abril do ano passado, na sede da Polícia Federal, em Curitiba, mas foi figura onipresente nas manifestações de todo o Brasil.


Bandeiras e cartazes pediram “Lula livre”. Quando era presidente, Lula também ordenou cortes no orçamento do Ministério da Educação (MEC). À época, não houve manifestações.

129 visualizações

©2019 by transmissão esportiva. Proudly created with Wix.com