Gilmar Mendes proíbe que Glenn Greenwald seja investigado e causa revolta nacional
Buscar
  • Redação

Gilmar Mendes proíbe que Glenn Greenwald seja investigado e causa revolta nacional


O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu uma medida cautelar proibindo que autoridades públicas investiguem ou tomem qualquer medida que vise responsabilizar o jornalista Glenn Greenwald por publicar informações na mídia, diante da proteção do sigilo constitucional da fonte jornalística.


A decisão foi divulgada nesta quarta-feira e chamou a atenção. Glenn é responsável pelo The Intercept Brasil e comanda a divulgação de mensagens trocadas entre integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato.


O controverso ministro Gilmar Mendes atendeu a pedido da Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva.


"Está clara a violação ao preceito fundamental da liberdade de expressão pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, notadamente a Polícia Federal, por instaurar inquéritos contra um jornalista pelo simples exercício de sua atividade, em violação a regras basilares da Constituição Federal", diz a ação.

0 visualização

©2019 by transmissão esportiva. Proudly created with Wix.com