Buscar
  • Redação

Diretor do Flamengo insinua que torcida é burra após pichação em parede de CT


O diretor de relações externas do Flamengo, Cacau Cotta, causou polêmica ao comentar pichação que foi feita nos muros da Gávea e do Ninho Urubu., na madrugada de segunda-feira (20), com protestos contra Abel Braga e Luiz Eduardo Baptista. "Fora Abel", "Fora BAP" e "Copa Mickey é o c..." foram as picachões feitas.


Nesta quarta-feira, Cotta comentou sobre o caso em participação no programa "Os Donos da Bola". "Tá escrito, Mickey todo certinho, não foi a torcida. Aquilo é político. O Flamengo ganha a Taça Rio, ganha o Carioca da forma que ganhou, a tabela foi muito difícil no começo do Brasileirão. Não perdemos para times fracos. Eu não considero derrota normal, mas não tem jogo fácil no Brasileirão. A gente com certeza vai começar a ganhar fora de casa também", comentou.


O fato de ele dizer que estava escrito certinho causou polêmica e muitos torcedores entenderam que o diretor insinuou que os rubro-negros são burros e não sabem escrever. Após o programa e a repercussão, Cotta se explicou.


"As letras bem feitas. Foi uma coisa bem programada por um profissional. Por isso eu disse que era político. Não estou querendo desmerecer o torcedor do Flamengo", afirmou do dirigente rubro-negro.

3 visualizações

©2019 by transmissão esportiva. Proudly created with Wix.com